PRF apreende quase três toneladas de maconha em Pato Bragado (PR)

(Foto: PRF)

No início da noite de sábado (30) , por volta das 18:00, agentes da PRF encontraram e apreenderam, na zona rural de Pato Bragado (PR), 2,7 toneladas de maconha, que estavam espalhadas em uma plantação de milho.

Após receberem uma denúncia, os policiais rodoviários federais foram até o local indicado para verificar a veracidade das informações. Ao chegar, avistaram quatro homens próximo a um Honda Civic, descarregando muitos fardos de maconha. Eles fugiram quando perceberam a presença da polícia.

Os agentes encontraram 170 fardos de maconha espalhados pela plantação de milho. Havia um galpão na localidade que funcionava para armazenar a droga. Foram encontrados cheques, documentos pessoais e telefones celulares, que foram apreendidos. O carro era roubado e estava com as placas trocadas.

Um total de 2.710 quilos de maconha e dois veículos foram encaminhados para a Polícia Federal em Guaíra.

Confira o vídeo aqui.

Tamoio – A apreensão ocorreu no âmbito da Operação Tamoio, deflagrada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) em todo o Brasil, na última quinta-feira (28).

Leia mais: https://www.prf.gov.br/agencia/operacao-tamoio-prf-quase-tres-toneladas-de-maconha-em-pato-bragado-pr/

Publicado por Cris Loose

Sou jornalista formada pela Universidade Estadual de Londrina, com especialização em Comunicação e Marketing e com experiência em TV, rádio, impresso e assessoria. Aprendiz de jornalismo no mundo digital e apaixonada por informação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: