Marco das 3 Fronteiras se prepara para completar 117 anos

(Foto: Marcos Labanca)

As tradicionais apresentações culturais do Marco das 3 Fronteiras foram repaginadas e agora são realizadas antes e depois do pôr do sol, seguindo os protocolos de proteção e saúde para os artistas e visitantes. As intervenções artísticas são apresentadas ao público de terça-feira a domingo, a partir das 17:30.

Todas as atividades culturais são encenadas ao ar livre, com o distanciamento adequado, demarcado no chão da praça. O elenco artístico, com figurino especial de proteção, transporta os visitantes para uma viagem cultural. O novo formato tem cativado o público desde a reabertura do atrativo, no dia 10 de junho, aniversário de Foz do Iguaçu.

Primeira fase da reabertura – O Marco das 3 Fronteiras abre de terça-feira a domingo, das 15:00 às 21:00. A capacidade de atendimento é de mil pessoas simultaneamente. Nas segundas-feiras, o local fica fechado para visitação. Nos dias de fechamento, as equipes operacionais redobram os cuidados de limpeza, sanitização e higienização de todo o circuito turístico.

(Foto: Marcos Labanca)

A equipe de atendimento faz o controle individual de acesso de todas as pessoas que visitam o atrativo, com uma barreira sanitária.

Importância cultural e histórica – O Marco das Três Fronteiras completará 117 anos, no dia 20 de julho de 2020, sendo um grande ícone de Foz do Iguaçu. O obelisco, que foi inaugurado no dia 20 de julho de 1903 – cerca de 11 anos antes da emancipação política da cidade de Foz do Iguaçu (PR), em 1914 –, ganhou, há cerca de cinco anos, R$ 30 milhões em investimentos do Grupo Cataratas, responsável pela gestão turística e transformação do atrativo.

O marco brasileiro, localizado no bairro Porto Meira, em Foz do Iguaçu, foi inaugurado em 1903, pelo marechal Cândido Rondon e o engenheiro militar Dionísio Cerqueira. O marco argentino, que se situa às margens do Rio Iguaçu, foi inaugurado na mesma data. Já o marco paraguaio, que fica na margem direita do Rio Paraná, foi erguido anos depois, em 26 de janeiro de 1961.

Os três, igualmente pintados com as cores nacionais, formam um triângulo que fixa o limite territorial e a soberania dos três países. Os “Hitos de las Tres Fronteras”, como são chamados pelos paraguaios e argentinos, contam com importantes passagens na história do Brasil, Paraguai e Argentina, bem como na do continente.

Acesso da comunidade – Morador de Foz do Iguaçu tem gratuidade para visitar o Marco das Três Fronteiras. O iguaçuense precisa apresentar um documento com foto e comprovante de residência na cidade para obter o benefício, conforme regulamento do atrativo. Para facilitar o acesso diário, o cadastro é digitalizado e tem validade de um ano. Todos os procedimentos de cadastramento e a retirada de ingresso dos iguaçuenses são realizados na bilheteria, instalada no Centro de Visitantes.

Com informações da Assessoria de Comunicação do Grupo Cataratas

Publicado por Cris Loose

Sou jornalista formada pela Universidade Estadual de Londrina, com especialização em Comunicação e Marketing e com experiência em TV, rádio, impresso e assessoria. Aprendiz de jornalismo no mundo digital e apaixonada por informação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: