Campanha arrecada doações para estudantes de Medicina em Foz do Iguaçu

Acadêmicos da Unila, que atuam na linha de frente do combate ao novo coronavírus, estão passando por dificuldades. Que tem muita gente em dificuldade nesses tempos, todo mundo sabe, né? Mas há pessoas empenhadas na linha de frente de combate à pandemia, em locais como a enfermaria do Hospital Municipal, plantão telefônico e barreiras sanitárias,Continuar lendo “Campanha arrecada doações para estudantes de Medicina em Foz do Iguaçu”

Unila formou seis novos profissionais

Entre os formandos estão dois alunos de Medicina, que colam grau com base em medida provisória que permite antecipar a formatura, para atuação no combate à Covid-19. Seis estudantes da UNILA participaram de cerimônia de colação de grau realizada na sexta-feira (26). Entre eles, dois alunos do curso de Medicina. Talita Mota Ferraro e GabrielContinuar lendo “Unila formou seis novos profissionais”

Médicos estão autorizados a fazer atendimentos à distância durante pandemia de coronavírus

O Conselho Federal de Medicina liberou a utilização da telemedicina para combater a epidemia de Covid-19. Para o Conselho, a medida protege pacientes e médicos que estão na frente de batalha contra o vírus. A decisão autoriza que os médicos realizem à distância a orientação, inclusive indicando tratamento de pacientes em isolamento. Os médicos tambémContinuar lendo “Médicos estão autorizados a fazer atendimentos à distância durante pandemia de coronavírus”

Paraguai: 12 empresas já podem produzir “cannabis” medicinal

O governo do Paraguai licenciou 12 empresas para a produção medicinal de cannabis. Elas deverão entregar ao Estado, 2% do que for produzido. O medicamento será distribuído para famílias que não têm condições de comprar o medicamento. O Ministério da Saúde do Paraguai licenciou 12 empresas para a produção medicinal de cannabis. A partir deContinuar lendo “Paraguai: 12 empresas já podem produzir “cannabis” medicinal”

Justiça condena ortopedistas da rede pública por captarem pacientes para consultórios particulares

A Justiça julgou procedente ação proposta pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso (MPMT) e condenou dois médicos ortopedistas da rede pública de saúde, no município de Tangará da Serra (a 242 Km de Cuiabá), por ato de improbidade administrativa por receberem vantagens indevidas no uso de suas funções públicas. Consta na sentença, queContinuar lendo “Justiça condena ortopedistas da rede pública por captarem pacientes para consultórios particulares”