Foz registra 92 novos casos de coronavírus

(Imagem: AMN)

A Vigilância Epidemiológica de Foz do Iguaçu confirmou nesta terça-feira (7) mais 92 casos positivos de Covid-19, totalizando 1.369 casos da doença no município.

São 51 mulheres e 41 homens com idades entre 4 dias e 76 anos.

Dos novos casos, 5 estão internados e os demais estão em isolamento domiciliar.

A Vigilância Epidemiológica monitora todos os casos confirmados, bem como os contatos próximos dos pacientes, a fim de evitar a disseminação da doença.

Dos 1.369 casos confirmados, 895 já estão recuperados, 421 estão em isolamento domiciliar, 39 pessoas estão internadas e o município também registrou 14 óbitos.

Com informações da AMN

Startup curitibana oferece vagas para desenvolvedor de software com salários que chegam a R$ 10 mil

(Foto: Pixabay)

De acordo com a empresa, que é especializada em entregas para e-commerce, o trabalho será feito presencialmente ou em home office, dependendo da demanda.

A startup curitibana Asap Log está oferecendo vagas de emprego para desenvolvedores de software.

Pelo menos oito profissionais devem ser contratados para início imediato, e os salários podem chegar a R$ 10 mil, além de benefícios como vale-transporte, vale-alimentação, plano médico e odontológico. Até o fim do ano, a estimativa da empresa é contratar vinte pessoas.

Para participar, é preciso ter conhecimentos técnicos em métodos ágeis e linguagem de programação JAVA e, de preferência, já ter atuado em startups. Veja como se inscrever.

De acordo com a empresa, que é especializada em entregas para e-commerce, o trabalho será feito presencialmente ou em home office, dependendo da demanda.

Entre janeiro e maio deste ano, o volume de entregas da empresa aumentou sete vezes em relação ao mesmo período do ano passado, segundo a startup.

Fonte: https://g1.globo.com/pr/parana/concursos-e-emprego/noticia/2020/07/07/startup-curitibana-oferece-vagas-para-desenvolvedor-de-software-com-salarios-que-chegam-a-r-10-mil.ghtml

Paraná já acumula 33.939 casos e 837 mortes pela Covid-19

(Foto AEN)

No boletim desta terça-feira (07), a Secretaria da Saúde divulgou mais 1.530 diagnósticos e 31 mortes. Há 770 pacientes internados e casos confirmados em 373 cidades.

A Secretaria de Estado da Saúde, em informe emitido nesta terça-feira (07), divulgou mais 1.530 diagnósticos positivos e 31 mortes pela Covid-19 no Paraná. Com essa atualização, sobe para 33.939 o número de casos confirmados e para 837 o total de óbitos no Estado. Há ajustes de municípios e exclusão de casos por duplicidade, detalhados ao final do texto. 

Internados – Nesta terça-feira, 770 pacientes com diagnóstico confirmado estão internados. São 608 em leitos SUS (237 em UTI e 371 em enfermaria) e 162 na rede particular (61 em UTI e 101 em enfermaria).

Há outros 964 pacientes internados, 453 em UTI e 511 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo vírus Sars-CoV-2.

Óbitos – Os 31 pacientes que foram a óbito, e relatados no informe, estavam internados. São doze mulheres e 19 homens, com idades que variam de 47 a 95 anos. Os óbitos ocorreram entre os dias 13 de maio a 06 de julho.

Municípior – Atualmente, 373 cidades paranaenses têm ao menos um caso confirmado pela Covid-19. Em 164 municípios há óbitos pela doença.

Confira o informe completo clicando  AQUI

Leia mais: http://www.aen.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=107784&tit=Parana-ja-acumula-33.939-casos-e-837-mortes-pela-Covid-19

Paraguai contabiliza 2.502 casos confirmados e 1.193 recuperados

(Imagem: MSPBS)

O Ministério da Saúde Pública do Paraguai confirmou nesta terça-feira (7) mais 46 novos casos de Covid-19 no país. Foram feitos 2.076 exames. Dos novos casos, 32 foram por contatos, 4 são do exterior e 10 não tem nexo.

Todos estão em isolamento. Há ainda 31 pacientes internados, dos quais, 8, na UTI.

Ainda de acordo com o Ministério da Saúde, dos casos sem nexo, 2 são de Assunção, 3 de Cidade do Leste, 1 é de J. Augusto Saldivar, 1 de Lambaré, 1 de Minga Guazú, 1 de Presidente Franco e 1 de San Lorenzo.

Com informações do Ministério da Saúde do Paraguai

Lontra resgatada é a nova moradora do Refúgio Biológico Bela Vista

A simpática Mara já conquistou a equipe do Refúgio. (Fotos: Rubens Fraulini)

A família de habitantes do Refúgio Biológico Bela Vista, da usina de Itaipu, ganhou mais uma integrante no dia 24 de junho. A filhote de lontra-neotropical (Lontra longicaudis) Mara, que tem apenas dois meses de vida, foi encontrada em Guaratuba, no litoral do Paraná, no mês de maio.

Ela recebeu os cuidados iniciais da equipe do Centro de Reabilitação de Fauna Marinha (CRD) do Laboratório de Ecologia e Conservação (LEC) da Universidade Federal do Paraná (UFPR), e graças a uma parceria entre as instituições, ganhou lar definitivo em Foz do Iguaçu (PR). 

O Refúgio, que completou 36 anos no dia 27 de junho, recebeu a bebê como um presente. O espaço tem duas lontras macho da mesma espécie em seu plantel – Yuri e Bigode – e, agora, com a chegada da fêmea, surge a possibilidade de iniciar um projeto de reprodução em cativeiro para a futura reintrodução de indivíduos na natureza. Isso deve acontecer a médio prazo, quando Mara já estiver mais desenvolvida. 

Yuri e Bigode em breve conhecerão a nova companheira. 

“O fato deste exemplar da espécie não ter condições de se reintegrar ao seu ambiente natural abre uma oportunidade para uma ação de conservação da espécie, por meio da reprodução em ambiente artificial”, explicou o superintendente de Gestão Ambiental da Itaipu, Ariel Scheffer. 

A espécie Lontra longicaudis é classificada como “quase ameaçada de extinção” pelo Institituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade.

Veterinário Zalmir Cubas mostra o recinto das lontras, no RBV.

A pequena lontra viverá em um recinto específico para a espécie. “O ambiente que preparamos para a lontrinha é de qualidade, e possui um amplo espaço desenhado para suas necessidades e é enriquecido com elementos naturais de seu habitat”, disse Scheffer.

Segundo o médico veterinário Zalmir Silvino Cubas, da Itaipu, a lontra está bem adaptada e já ganhou peso desde a chegada a Foz. “Ela passa os dias no recinto fechado, onde nada e se exercita. À noite a levamos para o Hospital Veterinário, onde a temperatura é controlada”, informa. E, mesmo tendo vindo do litoral, ela parece estar se sentindo em casa: essa espécie de lontra é encontrada em todo o Paraná, inclusive na área do Reservatório da Itaipu

Resgate

O animal foi retirado das margens de um canal de água doce por pessoas que acreditavam que a lontra estava sozinha e era muito pequena. A ausência da mãe faz com que o filhote não aprenda os comportamentos básicos para sobrevivência na natureza, como caçar e evitar predadores e outros perigos, por isso a necessidade de encontrar um lar para a pequena. 

A separação da mãe fez com que Mara fosse obrigada a viver em cativeiro.

“Tivemos um feliz caso de sucesso com esse animal. É bem raro estabilizar um filhote desta espécie. A gente não só conseguiu mantê-la viva, como ela cresceu 23 centímetros no período de tratamento no Centro de Reabilitação de Fauna Marinha”, explica a bióloga e coordenadora do Laboratório de Ecologia e Conservação/UFPR, Camila Domit.

Os dois meses de tratamento no CRD permitiram que a bebê lontra começasse, aos poucos, a se alimentar sozinha, a nadar e explorar o ambiente. Diariamente, passou por exames clínicos de rotina e pesagem em jejum para acompanhamento do ganho de massa corpórea. O filhote ficou alojado em sala de estabilização, com temperatura controlada de 28°C no período noturno, tomando banhos de sol e praticando natação em água com temperatura de 27°C durante o dia. 

Em dias nublados, a lontrinha foi mantida em sala com temperatura regulada e lâmpadas ultravioleta A e B para auxiliar o processo de mineralização óssea.

A história da lontra servirá de alerta para pessoas que, mesmo bem intencionadas, removem animais de seus hábitats.

O RBV

O Refúgio Bela Vista tem cerca de 1.200 hectares de áreas verdes e abriga um hospital veterinário especializado em animais silvestres, um criadouro científico com foco em espécies ameaçadas de extinção, um biotério e produção de vegetação para alimento das espécies em cativeiro, e um zoológico que está aberto a turistas e moradores, com foco em educação ambiental. A visitação está suspensa temporariamente, em função da pandemia de covid-19.

O local mantém e gerencia populações representativas da fauna silvestre em cativeiro de espécies nativas, constituindo um banco genético vivo para conservação, pesquisa e conscientização ambiental. Também são desenvolvidas iniciativas de pesquisa e biotecnologia para aumentar a reprodução ex situ (fora do lugar de origem) e a conservação de espécies selvagens ameaçadas de extinção ou de interesse para reintrodução das áreas protegidas da Itaipu.

Com informações da Assessoria de Imprensa da UFPR

Leia mais: https://jie.itaipu.gov.br/conte%C3%BAdo/lontra-resgatada-%C3%A9-nova-moradora-do-ref%C3%BAgio-biol%C3%B3gico-bela-vista

Prefeito de Foz, Chico Brasileiro, é diagnosticado com Covid-19

(Foto: AMN)

O prefeito de Foz do Iguaçu, Chico Brasileiro, foi diagnosticado nesta terça-feira (7), com Covid-19. Chico coletou o exame RT-PCR no Hospital Municipal Padre Germano Lauck na segunda-feira (6), após contato com caso positivo da doença.

Brasileiro está bem e seguirá trabalhando de forma remota, na casa dele, enquanto cumpre o isolamento domiciliar.

Vice-prefeito também cumpre isolamento

No sábado (4), o vice-prefeito de Foz do Iguaçu, Nilton Bobato, também recebeu diagnóstico positivo para a Covid-19. Bobato teve sintomas leves da doença na quinta-feira (02), quando iniciou o isolamento domiciliar.

Na sexta-feira(03) ele coletou amostra para o exame RT-PCR no Hospital Municipal Padre Germano Lauck, resultando o diagnóstico positivo. Bobato está bem e seguirá em isolamento domiciliar pelos próximos 12 dias.

Leia mais: https://www.amn.foz.br/posts/?dt=prefeito-chico-brasileiro-e-diagnosticado-com-a-covid-19-MGZFTUc3K2x3bFdBY2xmTGdxN2R6QT09

Onça foi flagrada passeando no Parque Nacional do Iguaçu, na Argentina

(Imagem: Iguazú Jungle Explorer/Divulgação)

Uma onça foi flagrada passeando calmamente na base do Iguazú Jungle Explorer, no Parque Nacional do Iguaçu, na Argentina. O passeio foi registrado pelo sistema de segurança da empresa que opera o serviço dentro do Parque Nacional, no começo da noite de 22 de junho.

Pelas imagens, dá pra ver o animal caminhando calmamente até encontrar um funcionário da empresa. Gabríel Moresco, que também é guia, fotógrafo naturalista e colaborador do Centro de Pesquisa Ecológica Subtropical da Administração de Parques Nacionais, relatou o encontro.

“Eu estava trabalhando na área de uso público do Parque Nacional. Depois das 18:30 me preparei para fazer uma pausa e saí do escritório com meu mate para tomar ar fresco e apreciar os sons da selva. Enquanto isso, vi uma sombra se aproximando. Eu pensei que eram pessoas e fiquei parado, mas a imagem continuou avançando. Até que eu percebi que era uma onça”, disse.

(Imagem: Iguazú Jungle Explorer/Divulgação)

“Eu sabia que caso me mexesse muito o animal iria embora, então resolvi ficar olhando para ele e ele também olhou para mim. Quando a onça se sentiu segura, começou a avançar novamente e eu acendi a lanterna, basicamente para assustá-la. Aí ela foi embora”, acrescentou.

(Imagem: Iguazú Jungle Explorer/Divulgação)

De acordo com o Gabriel, ele fez o que indica o protocolo de ação da Administração de Parques Nacionais, para os casos de encontros com pumas e onças-pintadas na área de preservação. Para ele ficou a boa lembrança de um encontro incrível.

O Parque Nacional também está fechado para visitação na Argentina.

Com informações do Iguazú Jungle Explorer

Empresa denuncia invasão em duas Áreas de Preservação Permanente às margens dos rios Paraná e Iguaçu em Foz

A Pedreira Britafoz apresentou uma denúncia para a Polícia Federal, após constatar a invasão de uma Área de Preservação Permanente (APP) na região do bairro Carimã, em Foz. A APP faz parte de uma área privada que pertence à empresa. A denúncia foi apresentada em 8 de maio.

De acordo com a informação repassada pela Assessoria Jurídica da Britafoz, a área do Carimã, que fica numa faixa de 200 metros do rio Iguaçu vem sofrendo crimes em razão da invasão da propriedade privada inserida em uma área de preservação.

O crime foi registrado no fim de abril quando a direção da empresa recebeu a informação de que dezenas de pessoas tinham invadido a APP que fica dentro da propriedade particular. 

Com um drone foi possível flagrar a movimentação no local. (foto: Britafoz)

Com uso de um drone, foi possível verificar e registrar a movimentação de pessoas no local. De acordo com a direção da Empresa, a Polícia Ambiental esteve no local, após a notificação do Ministério Público. Nesta segunda-feira (6) a empresa ajuizou um pedido de reintegração de posse.

Após a invasão, a área, que até então estava intocada, passou a ser local de obras, com focos de incêndio, de depredação ambiental, e provável prática de atos ilícitos.  

Área Pública

A empresa também protocolou uma denúncia junto à Prefeitura Municipal, em 26 de junho, relacionada ao que seria outra invasão de APP, desta vez em área pública, na região próxima ao Porto Belo, perto do aterro sanitário, na margem do rio Paraná.

Próximo ao Porto Belo. (Foto: Britafoz)

Por meio da assessoria de imprensa, a Prefeitura informou que o processo está com a fiscalização da Fazenda, que está verificando a situação e deverá fazer uma nova vistoria na área.

O que é uma APP

Área de Preservação Permanente é uma área protegida, coberta ou não por vegetação nativa, com a função ambiental de preservar os recursos hídricos, a paisagem, a estabilidade geológica e a biodiversidade, facilitar o fluxo gênico de fauna e flora, proteger o solo e assegurar o bem-estar das populações humanas.

Cris Loose

Receita Federal apreende caminhão com cosméticos em fundo falso

(Foto: Receita Federal)

A carga estava sendo levada para o Paraguai.

Equipes da Receita Federal, PRF, Força Nacional, BPFron, PF e Exército Brasileiro, apreenderam um carregamento de cosméticos em um fundo falso de um caminhão paraguaio.

A ação ocorreu nesta terça-feira (7), na pista de rolamento de caminhões que saem do Brasil e seguem para o Paraguai. Durante as fiscalizações de rotina, o caminhão foi abordado pelos servidores que, após inspeção, encontraram falhas na estrutura do baú.

Dentro do fundo falso foram encontrados vários cosméticos de marca nacional. Segundo o motorista, os produtos seriam entregues em Cidade do Leste.

Ninguém foi preso, porém serão enviadas Representações Fiscais para Fins Penais ao Ministério Público, que vai apurar os ilícitos. As mercadorias e o veículo foram apreendidos.

A Receita Federal disponibiliza um telefone de contato para denúncias, de forma anônima, por meio do número (45) 9 9152-2036 e (45) 9 9134-0100.

Com informações da Receita Federal

Bolsonaro diz que seu exame para Covid-19 deu positivo

Presidente realizou o exame na segunda-feira (7), após ter febre e sentir dores no corpo. Bolsonaro fez outros três testes desde março deste ano.

O exame feito pelo presidente Jair Bolsonaro nesta segunda-feira (6) para detectar se ele está com covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus, deu positivo, informou o próprio presidente.

Bolsonaro já havia informado a apoiadores que estava com febre e dores no corpo e, por isso, decidiu fazer o exame. Ele também disse que fez uma radiografia e que o pulmão “estava limpo”.

O presidente tem 65 anos e faz parte da faixa etária considerada por especialistas como grupo de risco.

Leia mais: https://g1.globo.com/politica/noticia/2020/07/07/bolsonaro-diz-que-seu-exame-para-covid-19-deu-positivo.ghtml